SORTE DE NEGRO

PELEÔ, PELEÔ, IAIÁ, EU SAI NO VOAPÉ Era sorte. O negro apertava os olhos pra que nada lhe escapasse no quieto do mato, encafuado e arisco no quilombo. Era susto. Correria, boca seca, saudade e medo. Nunca mais volte, quem sabe? Era sorte. Sossego desconfiado, cai exausto na rede, e fica ‎assim, não sabe até […]

Leia Mais

PROVÉRBIOS DE ALABÃO

Alabão é louco: fala provérbios… Na cidade onde mora todos o aceitam como tal. E, como a ele convém, aceita-se também, e ninguém se incomoda. Mas, certa experiência trouxe o homem ao pensamento de muitos: resolveu propor uma conversa aos seus concidadãos. A intenção era promover uma discussão sobre comportamento em geral, o que, vindo […]

Leia Mais

TERCEIRA IDADE DE UM MENINO

Despertou e o era menino, viu da janela o mundo lá fora: formas de morros e tons de azul celeste. Ficara por ali na cama quente e aconchegante, o cheiro era de mãe e família, espreguiçou-se um pouco mais e adormeceu o sono dos reis; leve e profundo, curtindo sua completude inconsciente como um feto […]

Leia Mais