LIBIDO DO APRENDIZADO

 

Libido era uma caixa, lacrada e reprimida, calcificou-me em chifre nas costas. Queriam respostas, eu não as tinha, plantaram-se chips em minha cabeça. Queriam-me anjo, eu não tinha asas, saí mala sem alça.

Três plantas que não rego em meu jardim:

  1. Prepotência
  2. Inconsciência
  3. Intransigência

Quatro títulos em seu texto.
Um deles fará que tu desistas,
para sempre, de escrever:

  1. A Transgenia de sonhos
  2. A Ética da vaca
  3. A geografia do ovo
  4. O esgoto da alma
  5. O benefício da escola

Cinco meios de capturar ideias,
um deles, de aplicá-las.

  1. Ver
  2. Ouvir
  3. Ler
  4. Pensar
  5. Falar
  6. Sonhar

Três boas perguntas,
e uma coisa óbvia.

  1. Olho tem calo?
  2. Estou. Habito?
  3. Oxigênio engorda?
  4. A galinha só bota o ovo quando não cabe mais dentro dela.

Sobre até onde posso,
ou penso, ver.

É fácil compreender, mas difícil acreditar.
Há muito que ver todo dia, mas meus olhos se prendem,
há nós dentro da cabeça, pontos viciosos.
Quando penso que vi tudo, vejo algo novo…
A fronteira da visão. Então, olho novamente,
e vejo a visão do outro sobre o que eu já havia visto.
O que sou agora, nasci sempre,
sempre de dentro do que vejo.

Do romance:
Eu, minha professora e a libido do aprendizado
Do poema (homenagem):
Crocodilo nasce ovo

Ah, Professora! Tiraste-me a tabuada.
Eu fiquei lerdo, colecionando as fantasias
de rebelde no pensamento.

Ah, professora! Desejo malquerido…
Apaixonei-me pelas curvas da tua interrogação… ?!
Na febre dessa paixão, teu nome era um delírio
conflitante e acalentado em minha solitária libido infantil…

Ah, professora! Estar contigo era o álibi de minha rebelião…
Figura mundana em suas contradições, falange
oprimindo falanginhas e falangetas…

Ah, professora! Brincar de mamãe e filhinho
nas periferias da imaginação…Quase quadrei.
Mas de tanto rolar fiquei redondo. Eu sigo,
mas as minhas quinas ficaram nas calçadas.
De lá, ainda me acenam,
com desejo voluptuoso sobre mim…

Ah, professora! Não me enganaste.
Refaz aqueles números e resultados…
talvez, reconsideres que crocodilo
nasce ovo, e quanto tempo foi perdido
em eu, rato, e tu, gata, nos corredores do sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *